segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Ainda agora começou o dia...

Ele está quase a sair....

Vai apanhar o comboio e passar um dia inteiro na "malandrice"....

E eu já estou de coração apertado....

Não, não são ciúmes... eu não sou mesmo ciumenta!!! Mas sou invejosa..... e isto é inveja do dia de borga que ele vai ter, num sítio maravilhoso .....

Eu tb queria ir.....

Claro que mesmo que pudesse ir, não fazia sentido!!! A noite é dele... e eu já tive as minhas noites!!!

Mas estou toda roidinha!!!!

Sim...

Hoje estou a trabalhar!!!!!!!

E não é pouco....

Programa para a Noite...

Hoje fico sozinha.....

Finalmente... ou talvez não....

A verdade é que sinto falta do meu espaço, e de cada vez que se anuncia que o marido vai fazer qualquer coisa sem mim (coisa mesmo muito rara!), penso num mundo de coisas que me apetece fazer que com ele nunca daria certo.... Mas depois, quando vou para a cama... custa que se farta..... e simplesmente não consigo adormecer!

Hoje ele vai rever os seus colegas de faculdade, num jantar longe daqui, e vai dormir a casa de um outro colega... Ou seja, vai ser uma ausência longa... que sem ser por razões profissionais, nunca nos aconteceu!!!!

Será que vou ficar impaciente? Com ciúmes? Acho que não....

Por via das dúvidas, combinei jantar lá em casa com uma amiga... e ainda não sei se não me dá na moleirinha agarrar num saco cama e ir dormir a casa do meu Pai!!!!

Enfim... resta esperar não me sentir muito abandonada e rezar para que este programinha descontraído faça com que o maridão melhore um bocadinho a sua cabeça, que nos últimos tempos tem estado muito difícil.....!!!!

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Não consigo....

... ter entusiasmo ou capacidade para fazer o meu trabalho....

Falta-me raciocínio... ou capacidade de concentração?

Qualquer coisa....

Tristeza profunda?

Eu sei que quando estamos grávidas é suposto ser feliz, "estarmos de esperanças" e acharmos que o mundo vai ser muito mais bonito quando o nosso rebento nascer...

Mas a verdade é que eu não me sinto assim... a ansiedade que tenho sentido nos últimos dias está a dar-me cabo dos nervos e provavelmente irá ter os seus efeitos no bebé, mais tarde ou mais cedo... eu sei...

Mas não dá para evitar...

No trabalho as coisas não estão propriamente a correr pelo melhor tanto em termos de reultados meus (pq simplesmente não consigo produzir nada com jeito), como em termos de ambiente, sendo que o ar que lá se respira é mesmo de cortar à faca (claro que tb sei que ja passei por situações mais difíceis..!)

Em casa... ah em casa é que está difícil... se eu ando uma pilha de nervos, imagino o estado em que anda o meu marido... não ponho isso em causa... mas não vejo que ele tenha vontade de mudar muito as coisas... eu sei que ele é o mais interessado em arranjar trabalho, mas se está difícil ele tb não ajuda nada... continua só a responder a anúncios para as habilitações e grandes conhecimentos que tem , sendo que esses são poucos... eu acho sinceramente que ele neste momento já devia estar a tentar fazer qualquer coisa que seja... é que ele não está a receber subsídio!!!!

Mas independentemente disso, a questão é que quando era eu a desempregada, ele cobrava-me isso todos os dias... foram quase 2 anos de brigas descomunais porque ele achava que eu me encostava a ele e que não procurava uma resolução para ganhar a vida.... e é esse o problema ... eu não lhe quero cobrar isso, mas a verdade é que não o vejo a encontrar quaisquer soluções para a vida dele!!!

E depois para culminar toda esta tristeza acumulada de receios do futuro e de como é que nos vamos aguentar... vem a memória dos últimos dias da minha Mãe....

Lembra-me dela, é sempre bom... enquanto me conseguir lembrar do rosto dela, do riso dela, dos amuos dela(!!), da voz dela... é claro que é bom.... mas do que me tenho lembrado é dos seus últimos dias....

Faz hoje 1 ano em que falei com ela pela última vez... ou pelo menos que senti que comunicávamos, porque nunca se sabe como é estar em coma.... se ouve, se sente....

Ela estava nos cuidados intensivos porque estava a piorar consideravelmente e com lhe começaram a administrar morfina com mais intensidade ela passou para esse sector... diressam-nos então que provavelmente seriam os seus últimos dias e que a iriam passar para um quarto individual para que pudessemos estar mais à vontade....

Foram 4 dias em que estivemos todos os minutos que podíamos lá, mas não podíamos fazer absolutamente nada....

A sensação de impotência é horrível....

E é isto.... para culminar todos os problemas que me vão aparecendo.... só isto é que me vem à memória....

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Mãe, a S. está aí contigo...

Ao fim de mais de 6 anos de luta... de uma luta sem tréguas e travada como ninguém... a S. fechou os olhos e adormeceu...

Durante este tempo a S. tornou-se numa pessoa melhor ainda, que nos ensinou o que era viver... o que era aproveitar ao máximo os momentos que passava com a sua família e com os seus amigos... Não havia cá a mania de que "ah, não dá jeito..." ou "fica para a próxima"...

A S. aproveitou a sua curta vida ao máximo, mas ficou tanto por viver... tinha 35 anos...

Para nós, seus amigos, foi uma perda demasiado dura...

Apesar de todos nós sabermos que superar um cancro do peito, um cancro nos pulmões, cancro nos ossos, um tumor na cabeça e finalmente cancro algures com metásteses espalhadas por todo o corpo, era algo sobrehumano... a S. habituou-nos e dizia-nos com o seu espírito positivo que havia de passar... que era uma questão de equilibrar correctamente os tratamentos e os medicamentos...

Ela brincava com o assunto com uma ligeireza que nos deixava de alma "à banda"(!), e convencia-nos que daqui a uns meses já estava pronta para outra...

Mas afinal, a doença levou-nos a S.... No dia 21 de Novembro pela manhã as suas forças não chegaram e ela fechou os olhos...

E nós ficamos com o coração a sangrar... porque para além de perdermos uma grande amiga que nos ensinou tanto, perdemos também a esperança de que lutar contra o cancro vale a pena...

Para mim pessoalmente foi um abalo muito grande saber que a S. não conseguiu mais lutar... Não sou nem mais nem menos que aqueles que lhe são mais próximos, mas senti-me tão sozinha nesse dia como se fosse eu a sua companheira...

Pelo contrário, o seu companheiro (das pessoas mais incríveis que conheci...) sabia perfeitamente o que fazer para honrar a sua memória, telefonando a toda gente sem excepção... e demonstrando-nos que ela tudo tinha feito para continuar connosco e que muito gostava de nós...

Não há palavras que consigam descrever a falta que a S. me faz....

Mãe, recebe-a aí com um grande beijinho nosso e transmite-lhe o carinho que temos por ela...

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

É MENINA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



É verdade!

Com esta confusão toda da "privatização" do blog, os tempo passou e eu não tive a oportunidade de partilhar convosco que fez hoje 8 dias que descobri que a minha "bananinha" é uma menina!!!

Obviamente que este veredito ainda tem de ser confirmado pela médica que faz as ecografias a sério!!! Quem me fez a eco na 2ª feira foi a minha médica que tem jeitinho para a coisa mas não é pro!

Mas para já... é começar a pensar num nome, porque só tínhamos ideia para nome de rapaz!!!! É que se fosse rapaz, indiscutivelmente seria Tiago, pois não nos esqueçamos que foi no Caminho de Santiago que se fez este milagre!!!

Assim, vamos ter que puxar mais pela cabecita para encontrar um nome à altura...

Aceito sugestões, desde que tenham como fundamento o nome de uma grande mulher, ou de uma figura histórica que tenha tido um papel fundamental no rumo das coisas, ou ... sei lá...

Até agora rolam coisas como: Madalena, Filipa, Catarina, Isabel, Sofia, Helena....

De resto a consulta foi cmo habitual, acabámos a falar de tudo e mais alguma coisa, tipo o estado do nosso país, como se estivéssemos a uma mesa de café a falar com os nossos amigos... é por isso que gosto da minha GO, porque com ela não me sinto num consultório...!

Só para terminar, fiquei a saber que estou com um bocadinho de peso a mais e que vou ter de fazer dieta (pois, pois...!), que vou fazer aquelas análises da diabetes mesmo entre o natal e o ano novo e agora é esperar pela Ecografia Morfológica!

Quanto a sentir o bebé... a Go falou-me lá para a 26ª semana, mas... acho que já a comecei a sentir... parece que ela se põe a fazer-me cócegas na barriga... mas aguardo para ter mais certezas...

Agora sim!

Agora que sei que quem me lê o faz com a melhor das intenções, está na altura de fazer a homenagem a quem me escreveu, apoiou e me deu força para continuar...!





Porque a força que vocês de transmitem me ajuda a tornar-me numa melhor pessoa....





Aqui fica o meu agradecimento:

E um abraço do tamanho do mundo!

Vocês são as maiores!

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Aviso à Navegação...

Porque quem procura informação sobre a minha vida e sobre o que faço para depois usar isso contra mim, não tem nada que continuar a visitar este blog...

Vou passar a restringir o seu acesso....

Agradeço às pessoas que têm me têm seguido e o fazem sem o intuito de me atacar, o favor de indicarem o vosso mail nos comentários, para que possa enviar-vos os convites para continuarem a acompanhá-lo....


Lamento incómodo

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Solidão....


É isto que sinto...
Não consigo explicar....

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Vontade de qualquer coisa...

Não, ainda não recuperei do dia não!

Mas o instinto de sobrevivência estimula-me a reagir e a encontrar formas de dar a volta!

assim, tenho vontade de qualquer coisa... mas nã sei o quê! Precisava de fazer qualquer coisa que me deixasse feliz, tipo ir comer a um sítio maravilhoso, ou ter uma tarde boa conversa com alguém, ou ir ver um filme ou outra coisa qualquer que me fizesse ter sentimentos bonitos...

Mas praticamente nada destas ideias está neste momento ao meu alcance... Eu explico!

Tudo o que envolva gastos... esqueçam... , pronto a não ser que esses gastos impliquem menos d 5€!!!

Tudo o que envolva ir com o marido... esqueçam... estamos amuados... ele queixa-se que nos últimos tempos eu passo o dia a queixar-me de tudo e mais alguma coisa e eu acho completamente injusto, porque ele não faz a mínima idéia do difícil que é assistir e sentir todas as transformações que têm acontecido em mim...

Tudo o que envolva amigos... bem... isso não tem corrido muito bem porque... como é óbvio tenho alguma dificuldade em admitir que as coisas lá em casa não estão bem, e por isso alguns amigos ficam desde logo excluídos por serem amigos de nós os 2... os outros... também têm a sua vida(!!!), não esquecer que eu sou a última a ter filhos e que por isso, quase toda gente tem mais que fazer do que aturar os meus achaques....

Resta pouco... muito pouco....

E isto custa-me, porque passo a vida a lembrar-me dos outros e a resolver problemas a toda gente... e a ter montes de consideração nas minhas atitudes para com as outras pessoas...

Longe de mim achar que sou a pessoa perfeita e mais correcta do mundo... mas custa-me não sentir que ninguém tem uma atitude simplesmente para me agradar e não para dar jeito....




PS: É claro que devo estar a exagerar!!!! Mas de repente é o que sinto.... Faltam-me mimos...

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Não...

Hoje o dia é definitivamente não....

Não, mas um não redondo!

Eu sei que este é o ano em que tudo vai correr bem... (sim já estou em balanço de fim de ano...)

Prometi amim mesma que durante este ano todos os meus problemas se resolviam... mas ... não sei...


Hoje acho que NÃO!

Simplesmente não....

E não, não me apetece falar disso...

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Demasiado Ar nos Bolsos

Este é outro dos meus problemas que não me deixa dormir de noite, em ficar tranquila durante o dia...

Acreditem ou não, recebi o ordenado no dia 27 e neste momento já não tenho dinheiro...

Tenho cada vez mais a necessidade de deixar mais dinheiro na conta conjunta para fazer face às despesas, porque o marido continua desempregado ... e não, não há subsídio de desemprego para ele...

Depois há o pagamento mensal do carro... este mês o cartão de crédito está ao rubro, pq as dificuldades vêm dos meses anteriores....

Resultado... estamos a dia 2 e já não tenho dinheiro para por combustível no carro... para poder vir trabalhar... quanto mais para ir a Lisboa... como ele quer...

O que vale é que já não fumo... não almoço fora e só gasto 0,55€ por dia no café....

Mas expliquem-me como é que vou pagar uma cinta de grávida que preciso começar a usar este mês? Como é que vou pagar os medicamentos que preciso de tomar? E como é que vou pagar as consultas e ecografias?

Estado de Graça... Ou talvez não...

Essa coisa que dizem das mulheres que mal engravidam estão logo lindas e resplandescentes e que notam logo os seus instintos maternais a virem "ao de cima", será mesmo verdade...?

Eu cá, sou sincera... não sinto nada disso... antes pelo contrário.... sinto-me péssima!

Em vez de me sentir mais feliz, mais realizada e mais acarinhada... a verdade é que de dia para dia sinto-me cada vez pior...

A barriga, sinceramente... não cresce nem fica mais pequena.. apenas me deixa mais gorda e sem vontade nenhuma de me mexer, dobrar, ou esforçar-me para que quer que seja...

As agonias... não são muito preocupantes, mas simplesmente me deixam prostada sem vontade nenhuma de comer, tendo eu que comer de 2 em 2 horas... Mas comer o quê?

As noites, nunca são bem passadas por mais horas que eu durma... doi-me o corpo todo e estou sempre cheia de sono...

Porra... Afinal de contas estar grávida é isto?

Eu sei que a partir de certa altura, pelo menos começo a sentir o bebé, e aí talvez comece a achar piada à coisa.... porque até agora... sinceramente....

Para culminar... tenho o marido a ficar completamente saturado das minhas queixas.... e eu estou com os nervos à flor da pele....

São dias inteiros com vontade de chorar... e ninguém me pode ajudar....