Avançar para o conteúdo principal

Regresso ao trabalho...

E eis-me de volta às minhas funções profissionais!

Na verdade não posso dizer que já tinha saudades, pois estar em casa com a minha piquena e sempre a organizar mais qualquer coisa lá no burgo, enche-me o dia a dia.

Claro que faz-nos sempre muito bem sentirmo-nos bem com a sociedade, quando produzimos efectivamente algo, para além de alcançarmos alguma realização profissional. E eu não fui feita para não fazer nada, mas...

A verdade é que voltei para um emprego onde, por muito bem que me dê com o chefe, o ambiente de trabalho roça o cinismo extremo, e como tal é impossível sentir-me bem...

Imaginem só que quando hoje entrei naquela porta, as minhas colegas de trabalho me ignoraram completamente, depois de 7 meses de ausência... Nem sequer uma perguntinha se estava tudo bem, se a miúda 'tava fixe...

É certo que colegas de trabalho não são necessariamente nossos amigos, mas... eu vivi toda a gravidez aqui dentro e sinceramente achava normal que, por cordialidade, me perguntassem qq coisa e depois voltassem ao trabalho...

Mas eu não esperava outra coisa! Não me posso esquecer que a outra grávida do escritório, que teve a filha antes de mim, nem sequer mandou qq mensagem a dizer que ela já tinha nascido... e quanto à mensagem que enviei com o nascimento da minha filha, respostas.... nem uma!

Enfim.... é o que temos e é por isso que penso que este blog vai voltar a ter muito uso, pois preciso de desabafar aquilo que me vai na cabeça e não o posso fazer em voz alta com ninguém....

Comentários

  1. Minha querida, as pessoas que nos querem bem, respondem-nos, interessam-se e vivem presentes na nossa vida. E são essas pessoas que nós devemos notar e de quem os gestos nos são importantes. O resto não importa.
    Benvinda ao trabalho
    Beijo à Cataria que deve estar linda e enorme :)

    ResponderEliminar
  2. Olá linda, eu sei bem o que é ter problemas nos trabalho. Mas digo-te uma coisa, não há nada melhor que ignorarmos essas pessoas, por mais que nos custe, e aparentarmos sempre um ar de felicidade. Fazer questão de dizer bom dia ou boa tarde para os obrigar a ter que nos receber. E lembra-te de uma coisa: a felicidade dos nossos filhos vem sempre em primeiro lugar...Beijinh para ti e outro para a Catarina.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Keep Calm.... que eu hoje vou ser Tia!!!!!

Mãe,

Hoje voltas a ser Avó!!!! A tua segunda Neta vai nascer! Mas quis a vida que nem os teus braços, nem os meus lá estarão para a acolher.....

Duas meninas!!!! Como irias ser feliz se as pudesses pegar ao colo....... Se lhes pudesses fazer todos os vestidinhos com todos os lacinhos que se pudesse imaginar!!!!!!!!!!!!

Os quartos com todo o cor-de-rosa possível..... todo um enxoval a combinar!!!!!

Mas não é.......

E eu... aqui longe, com o coração apertado porque  não consigo lá estar também... para lhe dizer: Bem Vinda Inês, sou a tua Tia e estarei sempre aqui para ti!

Como é difícil estar tão longe com esta sensação no coração, prestes a explodir, e não poder fazer nada..... ainda por cima, com um Irmão tão sensível... que em vez de ir mandando notícias, acha que tudo nos pode passar ao lado, sem que as nossas emoções se sobreponham......

Rais'partam!!!!!


Esperar 3 meses para ver a minha Sobrinha...... vai doer, vai doer!!!!

Mas agora...... todos os nossos pensamentos (teu e meu…

Quinta-Feira da Ascensão

Hoje, se ainda estivesse em Portugal, estaria de Folga!!!! É Dia da Espiga!!!
Desde que fui morar para o campo, que sempre que posso, vou apanhar a Espiga neste dia!!! E este era mesmo um dos costumes que gostaria de passar à Catarina!! É delicioso, nesta altura do ano, já em plena Primavera, ir pelo campo fora à procura dos elementos todos que compõem este delicioso ramo, para depois o pendurar atrás da porta!
Como este ano não dá.... "penduro-o" neste cantinho, com o secreto desejo que ele me dê sorte!

O Princípio do Fim...

.... Foram meses em que a ideia navegou na minha mente.... nunca falada, nunca partilhada, nunca admitida...

Sou daquelas que acha que um casamento não pode ser um contrato que facilmente de rescinde! Um casamento é uma partilha de vida, e como tal, é difícil, tem obstáculos, tem acidentes, tem muito, muito esforço!

E tem que ter!!! E é disso que se constroem os alicerces de uma vida em comum e que passamos aos nossos filhos, explicando-lhes que as coisas não são fáceis e que é necessário muita perseverança para  andarmos em frente!

Mas nos últimos tempos, as minhas convicções têm sido bastante abaladas pelos desmoronamentos à minha volta. E quando me explicam que por muito esforço e dedicação que entreguemos à nossa família.... existe sempre, mas sempre o direito de sermos felizes! E que a vida não pode ser tão castradora de felicidade como por vezes se apresenta.

É verdade, eu sei.... mas sempre achei que depois da tempestade vem a bonança! E que ultrapassadas as crises, o amor sai …