quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Já passou um ano...

... desde que partiste!

Parece que foi ontem...

Como é natural, nos últimos dias têm-me vindo à memória os teus últimos dias... por muito que eu não queira... porque custa muito... prefiro mil vezes lembrar-me de outras épocas... mas a verdade é que só os teus últimos dias me vêm à memória... tento apagá-los mas não dá!

Enfim... é preciso continuar a caminhar e os dias são feitos de passos, uns atrás dos outros...

E por isso o dia de ontem foi passado em família.. tal e qual se fosse dia de natal...

O Pai foi-me buscar a casa, fomos até ao cemitério, ajeitamos flores, juntámo-nos com o N. a C. e a Madrinha e viémos almoçar....Frango Assado!!!!!

Apesar de tudo foi um dia animado, embora o Pai de vez em quando se afastasse um pouco para chorar... eu compreendo-o... tb eu não gosto de chorar à frente dos outros...

Durante a tarde andámos de volta das tuas coisas.... oh Mãe, francamente, 4 gavetas cheias de saquinhos plásticos, para quê? Foram 3 sacos do lixo grandes!!! E 2 sacos de coisas para mim!!!!!!!

Ah, e o teu casaco de pele verde.... ficou para mim!!!! Fica-me a matar, mesmo grávida!!!!

Às 19h a tua missa em S. Nicolau...

Depois fomos jantar ainda com o Pai e a Madrinha (vê lá tu que ela não quis ir para a casa dela e quis lá ficar em casa com o Pai....) fomos aos petiscos!!!! Se ela não gostou, gostasse!!!!

E depois fui dormir, porque tal e qual como há um ano atrás, às 9h da noite já não podia com os olhos....

E assim se passou o dia... e acredites ou não, não chorei uma única vez durante todo o dia.... não tive privacidade suficiente para isso.... e custa-me... faz-me falta chorar...

2 comentários:

  1. Olá, Sabes eu nunca mais foi ao cemitério...Não me perguntes porque, simplesmente prefiro não ir lá...Sinto que não é o facto de ir lá que vai levar as pessoas a pensar que gosto mais ou menos da minha mae...Também moro longe, mas quando vou ver a minha afilhada, passo lá de carro, olho, mas não paro...Não preciso de ir lá, prefiro guarda-la sem essa lembrança.

    ResponderEliminar